comportamento do consumidor
Importância de entender o comportamento do consumidor no e-commerce
26/07/2019
Quem disse, Berenice?
A Quem disse, Berenice? é a nova cliente do Aquiles
01/08/2019

Melhores práticas e tendências para a Black Friday 2021

black friday

Você sabia que na edição da Black Friday, em 2020, houve um crescimento de 25% no e-commerce, de acordo com os dados divulgados pelo E-bit? A verdade é que cada vez mais as pessoas estão investindo o seu tempo em compras online. Não precisam mais enfrentar estabelecimentos cheios, filas demoradas e encontrar o melhor preço é muito mais fácil. 

É claro que nem tudo são flores. Assim como foi possível aumentar as vendas nessa data comemorativa, também há reclamações. Por isso a importância de elaborar uma campanha inteligente a partir de boas práticas de vendas para evitar a insatisfação do cliente. Um “pequeno” problema pode ter uma grande repercussão e o seu negócio pode sofrer bastante com isso, impactando diretamente nas suas vendas. 

Práticas eficazes para uma Black Friday de sucesso

O primeiro passo a ser colocado em prática, independente de ser esse evento em específico, é entender o comportamento do consumidor no e-commerce. É essencial conhecer quem é o seu público-alvo e como ele reage frente a oportunidades de compras online. 

Vale ressaltar ainda que, nessa altura do ano, mesmo que você conheça bem o seu cliente, deve considerar que o comportamento desse consumidor pode mudar um pouco. Afinal de contas, ele estará lidando com descontos de 70% ou mais nas diversas lojas online. Por isso, pense à frente para conseguir ser competitivo.

1. Quando acontece a Black Friday 2021?

Se informar sobre quando acontece o maior evento de e-commerce pela busca das melhores compras com desconto é imprescindível. Portanto, save the date para começar a planejar a sua sexta-feira: 26/11/2021. 

É interessante pensar também se você fará ofertas durante toda a semana, incluindo o grande dia. Se fará apenas na sexta-feira e, em alguns casos, se prolongará para tentar atrair ainda mais consumidores. Tudo vai depender do investimento que você está disposto a fazer para os clientes já fidelizados, assim como os potenciais novos. 

Mas além de preparar com antecedência, de definir se serão uma ou duas semanas; ou mesmo um dia, você também deve considerar outro fator. De acordo com a pesquisa do Google, 26% consumidores começam a fazer suas pesquisas no mínimo um mês antes, 20% fazem com vários meses. E apenas 6% não pesquisam antes de comprar. 

2. Como definir os descontos

A verdade é que o principal apelo para uma compra durante a Black Friday é, com toda certeza, o preço! A internet torna-se um verdadeiro campo de batalha, no qual as lojas onlines tentam sempre oferecer o melhor preço! Mas tenha atenção às margens perigosas. De nada adianta abaixar os preços se você no fim dessa época tiver prejuízo

Negociar com os seus fornecedores, com certa antecedência, é essencial para que você consiga os melhores preços, trace uma margem segura de lucro e ofereça ao consumidor um desconto atrativo. E lembre-se de que: o desconto não é tudo!

Além do preço, os consumidores também estão atentos à experiência de outros consumidores. Ou mesmo optam por comprar os produtos nas lojas online das quais já são fidelizados. Portanto, ter uma boa estratégia de fidelização é importante para atrair novos clientes e fazer com que eles queiram sempre comprar do seu e-commerce. Principalmente quando chegar a Black Friday!

Tenha atenção ainda ao que os seus clientes falam, pois a opinião e experiência como consumidor contará bastante quando outros potenciais clientes pesquisam se vale a pena ou não comprar. 

E por fim, não se esqueça de considerar outros fatores correlacionados como o frete incluso ou não no valor final da compra; os tipos de pagamento possíveis e o prazo de entrega da encomenda. Esses fatores podem influenciar tanto quanto o desconto em si.

3. Prepare-se para vender

Essa preparação é com relação à estratégia que será adotada para atrair os consumidores. Como por exemplo, criar uma narrativa apelativa suficiente para que o seu negócio se destaque dos demais, que também estão oferecendo descontos. Mas como isso é possível? Por meio do marketing de conteúdo e a promoção/divulgação dos produtos e serviços oferecidos.  

Também faz parte da estratégia de vender mais durante a Black Friday investir em marketplaces para integrar à sua loja. O potencial desse tipo de negócio é fantástico, pois permite que mais pessoas conheçam a sua loja online e possam identificar e comparar produtos e preços. São novos potenciais consumidores!

Mas ainda existe um detalhe que deve ser considerado, com muita atenção: o estoque. Caso não seja feito um planejamento adequado, dois cenários podem ocorrer. O primeiro deles é de faltar produtos para a entrega, causando a insatisfação do cliente E o segundo é o oposto,  sobrarem produtos em estoque, resultando em prejuízo para a sua marca. 

 

Tendências Black Friday 2021

É preciso oferecer muito mais do que bons preços para se destacar em um mar de promoções e ter sucesso na sua Black Friday. Mesmo porque o consumidor está cada vez mais exigente e habituado às estratégias de comércio online. Por isso, veja o que pode te auxiliar a se destacar no ambiente digital e ter um aumento substancial no volume de vendas nesta Black Friday!

1. Bons preços

Mesmo com consumidores mais exigentes,  o preço ainda segue sendo o principal fator na hora da decisão de compra. A economia mundial passa por um momento delicado, ainda que determinados países tenham vivido meses menos danosos que outros. No Brasil, a situação é especialmente delicada, fazendo com que o preço baixo se torne um gatilho de vendas ainda maior.

2. Invista em cupons e cashback

Se “bons preços” pode parecer um conselho muito amplo, o Google afirma que é possível oferecer outros atrativos. Os cupons de desconto e o cashback são alguns exemplos. 

Mas se as buscas por cupons são infinitamente maiores do que por cashback (35x, pra ser mais exato), o último representa um aumento veloz de cerca de 74% por ano. Ou seja, vale ficar de olho nessa modalidade como uma possível tendência.

3. Frete

Se a pandemia mexeu de uma forma jamais imaginada na economia, as empresas de compras online e delivery viram seus pedidos aumentarem significativamente. Isso, no entanto, não quer dizer que pagar por entregas se tornou algo mais aceitável. Assim como os custos de envio, o tempo para receber uma encomenda também seguem tendo impacto na experiência de compra. 

Essas duas questões podem levar a soluções do tipo “compre online, retire na loja”. Ou seja, o consumidor tem acesso à vitrine de produtos de forma virtual, escolhe o que pretende adquirir sem sair de casa, mas busca na loja. Assim, ele evita custos com frete e também o tempo de espera pelo produto. Saiba mais sobre essa estratégia de Omnichannel.

4. Consumidor mais consciente 

Se você está por dentro das necessidades do seu público fica mais fácil lançar produtos e serviços que se adequem ao momento que o cliente vive. Assim, é possível apresentar diferenciais a consumidores recorrentes mas, também, conquistar novos compradores. 

5. Google Shopping gratuito

Se antes era preciso investir em anúncios no Google para que sua loja aparecesse na aba Google Shopping. Agora, não é mais necessário. A iniciativa contribui, especialmente, com pequenos negócios, sendo possível listar produtos gratuitamente na aba Google Shopping. Aproveite!

Como garantir sucesso nas vendas durante o evento?

É claro que não existe uma fórmula mágica para o sucesso. Entretanto, é possível potencializar e aumentar os lucros durante o período mais esperado pelos empresários do e-commerce.

Além das melhores práticas para a Black Friday 2021 que citamos acima, há também um ponto crucial que merece atenção e deve ser planejado com antecedência: os meios de pagamento.

Afinal de contas, tão importante quanto garantir o estoque dos produtos e promovê-los ao nível de divulgação e preço, é a possibilidade de concretizar esse desejo de compra. Ou seja, transformá-lo em pagamento e faturação.

Concluir uma compra é simples?

Lembre-se que a experiência do consumidor é determinante para que a compra seja finalizada com sucesso, principalmente durante a Black Friday. Portanto, o recomendado é seguir alguns passos de teste, para ter a certeza de que é fácil comprar na sua loja online:

Faça simulações de compra e tente perceber se o processo está simples, intuitivo, rápido e seguro. Verifique a concorrência para entender como a plataforma está estruturada e se há algo positivo que você possa aproveitar e utilizar no seu e-commerce. Se necessário faça pequenas mudanças, tais como:

  • Otimizar o campo de cadastro;
  • Deixe visível todos os certificados/protocolos de segurança para que o cliente perceba que é seguro colocar os dados na plataforma;
  • Garanta que o site é responsivo, ou seja, funciona tanto para desktop quanto para dispositivos móveis;
  • Evite os redirecionamentos para outras páginas, pois o cliente pode acabar desistindo da compra.

O ideal é apostar na experiência One-click Buy, que em tradução livre significa “compra com um click”. Quanto mais simples, melhor!

Quais as formas de pagamento oferecidas?

O tradicional na hora de concluir uma compra online é optar pelo pagamento em cartão de crédito ou débito. E o boleto? A verdade é que as pessoas estão cada vez mais desconfiadas e evitam colocar os dados dos seus cartões na internet com o receio de serem hackeadas. Por isso, oferecer a opção de boleto bancário é sempre uma alternativa interessante, principalmente durante a Black Friday. E, é claro, não podemos deixar de mencionar o pix: gratuito, instantâneo e seguro para ambas as partes! 

Por onde devo começar a investir para a Black Friday 2021

O primeiro a ser feito é preparar o seu e-commerce para que ele possa proporcionar o maior número de vendas. Como por exemplo, por meio do Aquiles, o carrinho inteligente capaz de recuperar vendas, atrair os clientes inativos e criar uma dinâmica de pós-vendas para que o cliente permaneça fidelizado.

O próximo passo é criar a estratégia de venda e começar a planejar, desde já, a possibilidade de estar presente em marketplaces diversos; negociar com fornecedores os melhores preços; calcular uma margem de lucro com possibilidades de descontos irresistíveis; preparar o estoque para as vendas; garantir o sistema de pagamento, frete e entrega; criar uma campanha de divulgação, marketing e conteúdo para que as pessoas possam conhecer e confiar na sua loja online, para as compras da Black Friday 2021.