e-commerce de farmácia
E-commerce de farmácia: saiba como vender medicamentos pela internet
31/03/2021
Como criar loja online
6 dicas para criar uma loja online
02/04/2021

Psicologia das cores: como usar a favor do seu e-commerce

Psicologia das cores

Sabe aquela sensação de relaxamento quase imediato que você tem ao entrar em uma sala de meditação e yoga? Ou como se mantém alerta ao passar para um lanche rápido em uma rede de fast food e vai embora logo que acaba a refeição? Ou ainda, como prefere trabalhar em salas mais claras do que com luz amarelada? Muito disso pode ser explicado pelos tons das paredes, mobiliário, decoração e iluminação. É a chamada psicologia das cores, você já ouviu falar nisso?

As cores têm significados. E eles vão além de achismo ou referências atribuídas pura e simplesmente pela publicidade. As cores de fato estimulam o cérebro humano de diferentes formas e ajudam a atribuir sentido ou influenciar o comportamento. Estudos a respeito já somam alguns séculos e, no mundo digital em que vivemos, nada mais coerente que utilizar dessas pesquisas nas práticas atuais, incluindo marketing digital ou e-commerces.

Significado das cores

Antes de definir quais cores farão parte do seu site, da logomarca ou do seu ponto de venda, é interessante que você tenha o propósito do negócio bem definido. O que você quer comunicar? Trata-se de uma marca que remete a elegância e sofisticação? Ou à vida ativa e atividades solares? Seu branding está voltado para emoções mais introspectivas ou o contrário? Responda a todas essas perguntas antes de começar.

Dessa forma, as cores que acompanharão sua marca serão parte da comunicação do seu propósito e ajudarão o cliente a entender e a se relacionar com o que a empresa tem a oferecer. Feito isso, veja os significados básicos das cores mais utilizadas:

Psicologia do azul

Esta é, geralmente, a cor mais apontada tanto por homens quanto por mulheres como a sua cor preferida. E uma das menos citadas quando perguntados sobre as cores que menos gostam. O azul remete à harmonia e ao equilíbrio, e também está associado à paz. Em tonalidades mais claras, leva ao relaxamento, calma e sono.

Psicologia do amarelo

O amarelo está positivamente associado à jovialidade e energia, especialmente por ser um tom solar. A cor também traz associações negativas de amargor e precaução, por isso é bom estar atento ao seu uso de forma a não passar ambiguidade.

Leia também: Live commerce: conheça nova tendência em vendas online

Psicologia do preto

Quando citado como cor preferida, é escolha principalmente da população jovem. Acima dos 50 anos o tom é raramente referenciado. O preto está ligado à sofisticação, luxo e elegância, mas também é a cor ocidental do luto, por isso é preciso ser cuidadoso ao empregar esta tonalidade.

Psicologia do branco

Mundialmente estabelecida como a cor da paz, o branco também se associa à pureza, inocência, calma e equilíbrio. Vale lembrar que na cultura oriental é a cor do luto, assim como o preto é no ocidente. Também pode remeter ao vazio e ausência.

Psicologia do rosa

Cor associada ao romantismo e delicadeza. Por muito tempo representou o feminino, assim como o azul o masculino, mas vale dizer que essas atribuições se mostram cada vez mais ultrapassadas. A cor também se relaciona à suavidade e doçura.

Psicologia do verde

Possivelmente a resposta de uma enorme quantidade de pessoas se perguntadas sobre qual a cor da esperança. Além deste significado, o verde também remete à natureza, fertilidade, saúde e entretenimento. Quando usado em tons mais claros, assim como azul, pode adquirir notas de relaxamento e tranquilidade.

Como utilizar psicologia das cores em seu e-commerce

Para um uso estratégico dentro de sua loja online, leve em consideração todas as perguntas sobre o seu propósito que você deve responder. Depois disso, busque as cores que melhor representam sua empresa para compor sua estratégia e faça a aplicação em seu site, redes sociais e embalagem. Um bom designer conseguirá construir uma paleta adequada e harmônica, contemplando seus direcionamentos com relação aos significados.  

De qualquer forma, existem direcionamentos que são aplicáveis a qualquer tipo de negócio, por exemplo:

  • Cores como roxo, laranja e amarelo são estimulantes, então elas podem ser empregadas em partes do site onde seja interessante ter a atenção do usuário, como um valor promocional, um “entrar em contato”, ou “ver mais”.
  • O botão de comprar, por exemplo, não deve nunca ser vermelho, já que vai emitir um estímulo de alerta no cliente e isso pode interromper a ação da compra. Tons como verde já são mais adequados a este tipo de funcionalidade.
  • Cores muito escuras e fechadas são mais cansativas para a vista se expostas por muito tempo. Então, apesar de serem uma possibilidade para pop-ups, por exemplo, não são indicadas para páginas em que o usuário possivelmente vai navegar por um tempo mais longo.

Você já havia pensado em cores como aliadas de sua estratégia de vendas? Conte pra sua experiência nos comentários do nosso post no Linkedin!

Leia também: Pinterest para vendas: como promover seu e-commerce nessa rede social