dicas live commerce
Live commerce: conheça nova tendência em vendas online
21/11/2020
LGPD - Lei geral de proteção de dados
LGPD no e-commerce: prepare seu e-commerce para a Lei Geral de Proteção de Dados
15/01/2021

O impacto do Pix no e-commerce

impacto do Pix no e-commerce

O mercado de sistemas de pagamento teve uma grande novidade em 2020. O Pix, um meio de pagamento instantâneo eletrônico, foi lançado pelo Banco Central em novembro. E, claro, as expectativas são altíssimas não só para os consumidores, mas, especialmente, para o varejo. Neste artigo, vamos abordar mais sobre o impacto do PIX no e-commerce e como oferecer na sua loja. Boa leitura!

Leia também: presença em Marketplaces: vale a pena investir em mais de um?

O que é o Pix?

O lançamento desse novo sistema de pagamento gerou muito burburinho no Brasil. Todos queriam entender o que, afinal, era o Pix, seus custos e como utilizar essa nova ferramenta. Mas, mesmo sendo uma grande novidade no nosso país, esse tipo de pagamento já é muito utilizado em outros lugares do mundo. Você sabia?

Levantamentos globais estimam que cerca de 50 países já utilizam ou planejam utilizar pagamentos instantâneos. Um exemplo positivo está em funcionamento em Portugal. No Multibanco, pessoas podem fazer transferências instantâneas entre si, usando apenas um aplicativo de celular. 

Outra grande vantagem desse sistema é que não é necessário saber o número da conta do destinatário. Caso ele esteja cadastrado no sistema Multibanco, só é preciso o número do celular. 

No Brasil, o PIX promete a realização de transferências instantâneas entre contas de pessoas físicas e jurídicas. Para pessoas físicas, na maioria das instituições não há custo para realização da transferência. 

O sistema, assim como os outros em funcionamento pelo mundo, promete acabar com taxas, aumentar a praticidade e agilidade para realizar transações. Além disso, oferece aos consumidores mais uma opção de pagamento.

Para usar a tecnologia, é necessário registrar uma chave Pix no banco de preferência. Essa chave é referente a um nome, escolhido pelo cliente. E por meio dele as transferências podem ser realizadas.

Qual o impacto do Pix no e-commerce?

Se nas transferências entre pessoas físicas os benefícios são claros, como essa novidade impacta as lojas virtuais? A boa notícia é que as perspectivas são positivas. Uma das primeiras vantagens e o grande impacto do Pix no e-commerce está em uma possível substituição do boleto como meio de pagamento. 

A maior vantagem está no provável aumento do volume de pagamentos de compras. Afinal, existem estudos que mostram que até 50% dos boletos emitidos não chegam a ser pagos. Com o Pix, o pagamento é feito na hora.

Além disso, ao realizar uma compra com o Pix, o consumidor faz o pagamento no aplicativo do banco, sem precisar de outro aplicativo. Por se tratar de um pagamento à vista, pode apresentar as mesmas vantagens para o consumidor do que o boleto. 

Com uma confirmação de pagamento mais rápida, será possível fazer entregas com mais agilidade. 

O Pix permite também que pessoas sem cartão de crédito realizem compras pela internet. Isso, por si só, melhora o alcance da sua loja, pois, potencialmente, pode aumentar  o volume de pessoas que podem comprar no seu e-commerce. Para empresas pequenas, especialmente as que oferecem a transferência bancária como forma de pagamento, será uma excelente alternativa para que clientes fujam das taxas de TED e DOC.

Uma forma de pagamento alternativa

Mas, atenção: você não deve substituir todas as suas opções de pagamento pelo Pix. Por se tratar de uma tecnologia nova, será necessário um tempo de aprendizado pelo lado do consumidor. Além disso, muitos preferem continuar realizando suas compras parceladas ou com cartão de crédito, o que não é oferecido pelo pagamento instantâneo. Assim, ele deve ser considerado como um meio a mais, além dos outros que já oferece. 

Do ponto de vista da gestão, o Pix também será muito útil para que a loja realize transações entre fornecedores e funcionários. Isso permite realizar pagamentos muito mais rápido e, assim, evitar possíveos embargos de mercadorias, por exemplo.

Leia também: como reduzir os riscos no pagamento de compras online.

Como oferecer o Pix como opção de pagamento?

Convencido das vantagens do Pic como forma de pagamento? Para oferecê-lo aos seus clientes, sua empresa deve ter uma conta em um banco conectada a sua loja. Em seguida, junto com a instituição financeira, selecione a opção de gateway de intermediação. É preciso, ainda, integrar a plataforma da sua loja com uma processadora de pagamentos que conte com uma extensão ou plug-in.

Se você usa a plataforma Vtex, pode conferir o passo a passo de como realizar essa integração aqui.

Quais os custos para a sua loja?

Como já dissemos, as transferências entre pessoas físicas serão realizadas gratuitamente. Já entre empresas, há custos. Esse valor, no entanto, será definido pelos bancos. A boa notícia é que a expectativa é que essas taxas tenham valores menores que as já praticadas pelo mercado. 

Aproveite essa vantagem para, por exemplo, oferecer descontos para compras realizadas com essa forma de pagamento. 

E então, gostou do nosso conteúdo? Já está usando o Pix no seu dia a dia ou, mesmo, na sua loja? Continue essa conversa conosco e conte como está sendo a sua experiência no nosso LinkedIn. Até a próxima!