Taxa de Dificuldade de Entrega
O que é e como cobrar a Taxa de Dificuldade de Entrega (TDE)
13/11/2020
dicas live commerce
Live commerce: conheça nova tendência em vendas online
21/11/2020

Reduzir os custos logísticos: 10 dicas para melhorar seus processos

como reduzir os custos logísticos

Todo gestor sabe: a logística representa uma grande parcela dos gastos de uma empresa. Esses números geram impactos em diversas frentes de uma corporação. Uma delas, por exemplo, é a competitividade. Por isso, é essencial definir e aplicar estratégias de como reduzir os custos logísticos. 

Afinal, quanto melhor for o custo-benefício do serviço oferecido, melhor será a fidelização de clientes. Por conta disso, é essencial discutir maneiras de otimizar a operação logística.  

10 estratégias para reduzir os custos logísticos

Algumas ações simples podem impactar na sua gestão e contribuir com a diminuição dos seus custos em logística. Mas, já podemos adiantar: planejamento é essencial! Confira dez dicas para aplicar agora mesmo na sua empresa. 

  1. Entenda quais são os gastos envolvidos no processo logístico

Antes de mais nada, você precisa responder essa pergunta: quais são os custos associados com os processos logísticos da sua companhia? Refletir sobre toda operação é essencial para chegar ao número mais próximo da realidade.

Para isso, revise contratos de fornecedores, faturamentos recentes, custo com equipamentos, softwares e gestão de pessoas. Além de outros custos associados com esse setor.

Essa fase de organização de custos pode ser, também, uma excelente oportunidade para rever os processos internos e melhorá-los. Isso pode contribuir com a otimização de custos.

  1. Planeje suas rotas de forma inteligente

O planejamento de rotas é essencial para garantir o sucesso da operação. Ao realizá-lo de forma inteligente e estratégica, é possível reduzir os custos logísticos e melhorar o serviço oferecido aos clientes. Além disso, você garante uma vantagem competitiva importante para o negócio. Ou seja, todo mundo sai ganhando.

Leia mais: Rotas de entregas eficientes: conheça 7 estratégias

  1. Invista nos seus recursos humanos

As pessoas podem ser consideradas o maior e mais valioso patrimônio de uma empresa. Elas são as responsáveis por executar processos com eficiência, conversar com clientes e fazer a empresa girar. 

Por isso, invista na capacitação dessas pessoas. Especialmente, aqueles com cargos chave para o funcionamento da operação. Além disso, ofereça recursos que ajudem a otimizar o trabalho da equipe, como softwares de gestão e acompanhamento de atividades. 

  1. Reduza o tempo de ociosidade da sua frota

Um dos grandes gargalos da logística está no tempo ocioso da frota. Para lidar com esse problema, é fundamental saber a fonte da ociosidade. Para isso, atente-se aos seguintes pontos:

  • verifique a condição dos veículos;

  • entenda a demanda do mercado;

  • considere terceirizar entregas em determinadas regiões;

  • invista tempo no planejamento de rotas estratégicas.

  1. Tenha cuidado ao condicionar a sua carga

Essa pode parecer uma dica simples, mas que pode ter muito impacto nos custos. O acondicionamento da frota pode impactar em tempo de carga e descarga e, claro, nos custos associados a quebras e estragos.

Por isso, treine bem a equipe para atuar de forma assertiva no condicionamento e, também, no transporte.

  1. Cumpra os prazos

Já falamos sobre como manter a excelência no serviço prestado é fundamental para garantir a competitividade. O cumprimento de prazos, sem dúvida, é um dos fatores para manter a satisfação dos clientes.

Mas, além disso, ao cumprir prazos, sua empresa evita alguns problemas que podem impactar nos custos. O primeiro que podemos citar, claro, são as multas contratuais. No entanto, é importante lembrar que atrasos recorrentes podem virar uma grande bola de neve na sua operação, prejudicando todo o planejamento de rotas. 

  1. Saiba como lidar com imprevistos

Não há planejamento perfeito – se existisse, esse texto nem seria necessário, não é mesmo?! Mas, existem caminhos que podem deixar a nossa operação muito mais próxima do ideal.

Pensar nos imprevistos é uma forma fundamental de fazer isso. Por isso, ao analisar todos os seus processos, tente identificar possíveis problemas que podem acontecer. Por exemplo: o horário de recebimentos de encomendas de um determinado cliente coincide com o horário de pico do trânsito. Ou, mesmo, um cliente que conta com elementos que o classificam com uma rota com dificuldade de entrega.

Um bom caminho para identificar possíveis problemas é conversar com sua equipe. Os colaboradores que lidam no dia a dia com determinada função terão muito o que compartilhar sobre problemas mais recorrentes. Dessa forma, você poderá pensar em soluções sobre como lidar com essas questões quando elas surgirem de forma rápida e eficiente. 

  1. Considere a manutenção da frota no seu planejamento

Uma frota em pleno funcionamento pode ser o que separa uma gestão eficiente de uma com altos custos. Por isso, mantenha seus veículos com a manutenção em dia. Dessa forma, você evita altos gastos com substituições precoces e paragens para manutenção não planejada.

Além disso, veículos com a manutenção em dia são mais seguros para a sua equipe.

  1. Defina o modelo ideal de estoque para o seu negócio

Outro ponto fundamental para reduzir os custos logísticos é trabalhar com o estoque mais adequado para a sua operação. O just in time, por exemplo é um modelo muito recorrente que trabalha com produtos sob demanda. Ou seja, você não tem a necessidade de armazenar muitos produtos.

Existem vários modelos. Pesquise o ideal para o seu negócio.

Leia mais: Logística para E-commerce: o que é preciso planejar

  1. Acompanhe os seus indicadores

Por fim, mas não menos importante, fique de olho nos seus números. Acompanhar indicadores é essencial para avaliar a efetividade da operação, pontos de melhoria e gargalos.

Como a gente já disse, não existe planejamento ou sistema de logística perfeitos, mas acompanhar todos os processos pode ser um diferencial fundamental.

 

Gostou desse conteúdo? Para acompanhar mais e saber novidades sobre o Aquiles, siga a nossa página no LinkedIn. Até a próxima!