A importância dos dados para uma gestão estratégica de e-commerce

meios de pagamento
Meios de pagamento: quais são as tendências para 2022
28/03/2022
e-commerce mobile
E-commerce mobile: conheça estratégias para sucesso do seu app
04/05/2022

A importância dos dados para uma gestão estratégica de e-commerce

dados

Você já ouviu falar por aí que, em se tratando da internet, “informação é poder”? Nós concordamos com essa visão, mas achamos que ela não engloba toda a verdade. Isso porque não é somente dentro do ambiente digital que estar munido do maior número possível de informações é benéfico. Ter fontes, dados, pesquisas e embasamento é importante também no trabalho, nos estudos, nas conversas cotidianas, na hora de fazer uma compra, uma viagem, um financiamento, enfim, uma infinidade de coisas, o que vale também para o online.

E é neste caso que entra algo de diferente. Antes da internet, nós dependíamos unicamente de institutos, jornais e pesquisas para acessarmos dados importantes e elas continuam sendo tão relevantes como antes. Porém, não se tratam mais da única fonte de informação. A própria plataforma de venda, o aplicativo, o site da empresa e seus perfis dentro das redes sociais também são capazes de entregar toda, ou quase toda, informação que você precisa para o seu negócio. Basta saber onde buscá-la e, acima de tudo, o que fazer com ela!

Neste artigo, vamos te ajudar a utilizar os dados de forma estratégica para posicionar a sua marca e vender mais! Siga a leitura com a gente!

Leia também: E-commerce para o mercado de luxo: conheça esse nicho

 

O que são dados para e-commerce

A definição de “dados” todo mundo sabe. São informações a respeito de algum assunto: dados demográficos, dados econômicos, dados estatísticos. Enfim, são insights quantitativos sobre alguma coisa.

Em um e-commerce, os dados são muitos, e eles estão todos a seu alcance. Na própria plataforma, a partir da instalação de alguns plug-ins ou softwares específicos, você pode, por exemplo, entender quanto tempo um usuário fica em casa página do seu site, ou quantos cliques determinado produto recebeu, ou onde a maior parte das pessoas desiste do processo de compra, ou o que nunca recebe acessos.

Além disso, as redes sociais também podem ajudar. Nelas, você descobre mais do que simplesmente quantos likes e comentários uma publicação teve.

É possível ver quantas pessoas saíram do storie em determinado post, quantas pessoas repostaram algo do feed da sua marca, quantos salvaram aquela publicação, quantos enviaram para outro usuário.

 

Onde posso localizar esses dados

No seu e-commerce é possível localizar essas informações no painel do administrador, possivelmente em alguma aba chamada “estatísticas” ou algo relacionado.

Caso você não localize essa informação, não exite em entrar em contato com a pessoa responsável pelo desenvolvimento do site, visto que esta é uma pergunta simples e que não vai demandar tempo ou esforço da pessoa que foi a responsável.

Além disso, você pode avaliar se vale a pena instalar plug-ins de tracking, para ter dados diretamente relacionados à sua estratégia ou às suas dúvidas comerciais. Também é possível utilizar softwares que identificam quais foram os clientes desistentes para recuperá-los ou ferramentas de remarketing.

Nas redes sociais você localiza na aba de configurações, através dos insights tanto do facebook quanto do Instagram, desde que a sua conta seja comercial.

4 formas de utilizar os dados a favor da sua marca

Existem diversas formas que os dados de e-commerce podem te auxiliar. Abaixo, listamos algumas delas, mas não deixe de fazer uma análise direcionada de forma específica para a sua marca e objetivos.

1. Monitorando os produtos

Através do tracking sobre a navegação do usuário da sua página, é possível analisar como é a receptividade dos produtos que você tem à venda. Isso de forma detalhada, um a um. Você pode ver a reclamação de clicks e venda de cada produto. Os que recebem muitos acessos e fazem muitas ou poucas vendas, e assim decidir manter sua estratégia e precificação ou alterá-los.

2. Informações relevantes para o cliente

Com esse monitoramento você entende melhor qual é o comprotamento do usuário. Onde ele clica para ler mais, quais informações ele busca. O seu cliente confere sua política de troca, suas formas de pagamento, suas opções de frete? Ele compartilha o seu site com alguém? Tudo isso pode – e deve – fazer parte da forma com a qual você se apresenta para ele.

3. Olho na concorrência

E não é somente no cliente que você deve estar focado. É preciso prestar atenção, também, no seu concorrente. Você pode acompanhar como estão os preços e promoções, fazendo uma gestão dinâmica dentro do seu e-commerce e se destacando no segmento.

4. Informações comerciais

Você sabe qual o ticket médio do seu e-commerce? E quanto você gasta para uma nova aquisição? E qual o valor do click, taxa de conversão e taxa de rejeição? São informações técnicas e fundamentais para uma melhor performance da sua marca!

Agora que você está pronto para localizar as informações mais importantes a respeito do seu e-commerce e utilizar estes dados a seu favor e de maneira estratégica, veja também como o programa de afiliados pode te ajudar a vender mais!