varejo
Varejo: conheça as principais tendências para 2022
10/12/2021
swarovski
Swarovski é novo cliente Aquiles
17/12/2021

SEO para e-commerce: 3 dicas para vender mais

SEO

Vender pela internet é um importante passo para muitas empresas já que o nosso mundo e sociedade estão cada vez mais conectados. Nunca passamos tanto tempo navegando por aplicativos, sites e plataformas sociais como passamos hoje e este índice tende a aumentar. É por isso que a digitalização dos negócios é tão importante. Ninguém defende (ou, ao nosso ver, deveria defender) que o digital é o único caminho. Ter um e-commerce não significa que você deve acabar com o seu ponto de venda. A chave aqui é aliar os dois e, dentro de cada escopo – online e offline – aplicar as melhores estratégias. Enquanto no mundo offline é fundamental ter um vendedor solícito e simpático, um ponto de venda bem iluminado e arejado, limpo, em uma localização estratégica e organizado, online é importante ter um site intuitivo e responsivo, aplicar técnicas de SEO, oferecer diferentes tipos de pagamento e de entrega (entre muitas outras coisas). 

Fato é que cada formato de venda tem suas particularidades e estar por dentro delas pode te fazer vender mais, ou, pelo menos, aumentar as suas chances ao expandir o número de pessoas que você impacta. Se o seu negócio e produto forem bons, se houver um diferencial, uma boa estrutura, plataforma e reputação, isso significa aumento no faturamento. Neste artigo, vamos falar de uma dessas técnicas. Veja abaixo tudo o que você precisa saber sobre SEO e boas vendas no próximo ano!

Leia também: E-commerce para o mercado de luxo: conheça esse nicho

O que é SEO?

Para começar a aplicar o SEO no seu negócio, é fundamental que você entenda do que se trata. O nome é uma abreviação de três palavras em inglês: Search Engine Optimization. Em português “otimização de mecanismos de busca”. E o que isso significa?

Um mecanismo de busca é um site como o Google, por exemplo, ou o Bing, Yahoo, Ask.com, AOL, Baidu e tantos outros – que, muitas vezes, aparecem em seu navegador até sem serem convidados, uma prática bastante negativa e mal vista dentro do comportamento digital. Mas, voltando ao assunto principal, isso é um mecanismo de busca e o SEO atua justamente nele (em especial, no Google). Trata-se de um conjunto de técnicas que faz com que o mecanismo identifique o seu site, blog ou e-commerce como uma plataforma relevante, útil, completa e de boa navegação, que vai agregar à pesquisa do usuário.

Por que o SEO é importante para o e-commerce?

Bom, vamos supor que você venda carros vermelhos e uma pessoa busque por “carros vermelhos” no Google. Se o seu site aparecer logo no topo da página de resultados, você terá uma maior chance de fazer uma venda que o concorrente que estiver na terceira página de resultados, certo? Pergunte a você mesmo se você se lembra da última vez em que clicou na página 2 do Google em alguma pesquisa que fez. Pois é, nós também não nos lembramos. 

Vender mais não depende apenas de um bom rankeamento no Google. Se o seu site é ruim em termos de informações, mas está bem rankeado, a diferença é que será um site ruim deixando de ser mostrado para 50 pessoas e passando a ser mostrado para 50 mil. Ou seja, pode ser que não aumente em uma venda sequer. Mas se você aliar o SEO a uma boa plataforma, técnicas inovadoras de venda, atendimento 24 horas, vídeos, boas políticas de fabricação, responsabilidade ambiental, diálogo com o consumidor, redes sociais, blog, remarketing, newsletters e conteúdos de valor, difícil vai ser não vender para boa parte daquelas 50 mil pessoas.

Isso quer dizer que o SEO precisa ser amparado por outras frentes, mas que é fundamental para você atingir mais pessoas. Um lead agora pode ser um cliente depois

3 dicas para aplicar SEO em seu e-commerce

Você pode começar as alterações agora mesmo. Acompanhe sempre as atualizações a respeito e mantenha seu site sempre bem rankeado.

1. Descrição dos produtos

Ao fazer a descrição dos produtos, insira o máximo de informações sobre ele. Por exemplo:

  • Nome do produto: microondas, retrovisor retrátil, taça de cristal, livro infantil, etc.
  • Insira cor, quanto possível
  • Descreva a peça com relação à tamanho, público, utilidade e demais características relevantes

Tudo isso ajuda o Google a identificar o que o produto é, além das características que ele possui. Quando alguém buscar por algo assim, a pessoa será facilmente impactada. 

2. Atenção com as imagens

Nem só de texto se faz um SEO, muito pelo contrário. Conteúdos em outros formatos podem auxiliar (ou atrapalhar) o seu posicionamento nas pesquisas dentro dos sites de busca. Para tornar as imagens suas aliadas, sempre renomeie os arquivos de acordo com o assunto ao qual ela se refere. Não coloque imagens pesadas no site, para não torná-lo lento. Da mesma forma, obedeça às especificações do programador ou designer com relação às dimensões e resolução das imagens. Fotos em baixa qualidade atrapalham o rankeamento.

3. Links de saída

Se você tiver uma página como um blog, por exemplo, junto ao seu site ou plataforma, não esqueça de adicionar sempre links de saída, como este. Além disso, utilize o negrito nas partes mais importantes, separe os textos com intertítulos e faça listas sempre que possível para deixar a leitura mais dinâmica. Identificou algumas dessas dicas neste post? Não foi à toa!

Pronto para aplicar técnicas de SEO no seu e-commerce? Então comece agora mesmo! E se o seu negócio é um supermercado online, temos algumas dicas especialmente para você! Clique aqui e saiba mais!