Programa de afiliados
Programa de afiliados: saiba como investir nesse mercado
10/12/2021
SEO
SEO para e-commerce: 3 dicas para vender mais
17/12/2021

Varejo: conheça as principais tendências para 2022

varejo

O comércio é uma das relações mais antigas que temos na sociedade como conhecemos hoje. Desde a Idade Média existem feiras onde as pessoas trocavam seus produtos e comerciantes que viajavam com peles, especiarias e grãos de um lado para outro. Desde então, é claro, muita coisa mudou. Não poderia ter sido diferente. Mas há coisas que permanecem iguais. Por exemplo, a importância de atender as necessidades do seu cliente. Atualmente, isso vai muito além de ter o produto que o consumidor precisa, na hora que ele quer. Você precisa ter um bom preço em relação à qualidade, estar presente digitalmente, oferecer uma ótima experiência de usuário e fazer parte da realidade em que o cliente está inserido. Com isso, queremos dizer que, não importa o que você venda, se está em formato de varejo ou atacado, se trabalha com nichos ou tem um público-alvo de amplitude, você precisa ser atual para ser relevante.

Faltando pouco tempo para o final do ano, a nossa sugestão é que, além do balanço comercial, você faça também um balanço das práticas de comunicação e marketing que tem adotado até aqui. Avalie quais se mostraram efetivas para o seu negócio e quais têm caído em desuso. Pense no que pode ser feito para modernizar a imagem da sua marca e para criar vínculos cada vez mais reais e profundos com o seu consumidor. E calma, sabemos que essa não é uma tarefa fácil, mas estamos aqui para te auxiliar! Elencamos as principais tendências para o setor do varejo em 2022 neste artigo. Portanto, siga a leitura e boas vendas no próximo ano!

Leia também: E-commerce para o mercado de luxo: conheça esse nicho

1. Ampliação do público-alvo

Você provavelmente já tem uma estratégia bem desenhada de não só como fazer para atingir o seu público-alvo, no varejo mas também quem são essas pessoas. A questão é que, a menos que seu produto seja extremamente nichado, pode ser que haja a possibilidade de ampliação deste público. Por exemplo, você já pensou em vender para as pessoas da terceira idade? Tratam-se de usuários cada vez mais conectados e independentes digitalmente. Além disso,é um público com poder aquisitivo e, muitas vezes, uma vida financeira estável, o que abre as portas para a fidelização.

Os seniores estão no whatsapp, no e-mail, nos mecanismos de busca, nos aplicativos de paquera, nos sites de desconto e, cada vez mais, nas redes sociais. O que não falta são possibilidades de ponto de contato para você atingi-los com a sua marca. O que pode estar faltando é estratégia para fazê-lo e o “click” de que eles são, sim, uma importante parcela do mercado consumidor. Portanto, atualize-se neste sentido e aumente suas vendas e faturamento!

Da terceira idade para a “primeira”

E, já que o assunto é atingir novos mercados, já pensou no público infantil? Isso não quer dizer que você precise passar a produzir brinquedos em vez de peças para automóvel, por exemplo. Mas você pode fazer versões voltadas para as crianças de seus produtos regulares. Eles também são incentivadores do consumo familiar, ainda que não sejam consumidores de forma independente. Deixamos aqui essa dica para que você pense a respeito!

2. Live commerce no varejo 

Os vídeos chegaram para ficar e, junto deles, as lives. Você certamente se lembra do começo da pandemia, por volta de abril de 2020 (como se esquecer, não é mesmo). A quantidade de lives que inundaram as redes sociais foi realmente significativa. Mas, mesmo com a situação pandêmica mais controlada, não significa que este formato caiu em desuso, especialmente quando o assunto é e-commerce

O usuário digital consome (e produz) um volume cada vez maior de vídeos. Seja de entretenimento, viagem, tutoriais, pets, games ou o que for. Então, porque não surfar nessa onda? Se já está claro que o conteúdo em formato mp4 possui uma abertura cada vez maior por parte do usuário, invista nisso! Não somente na postagem de vídeos em suas redes sociais e site mostrando o produto, como também vendendo ali, ao vivo e a cores!

3. Entrega imediata

Não é de hoje que os formatos de frete e entrega passam por atualizações. Aquele velho formato único de PAC de 4 a 8 dias já ficou para trás. O que não quer dizer que deva ser descartado, muito pelo contrário, deve apenas ser complementado no varejo! Além da entrega compartilhada, onde dois ou mais clientes dividem o valor do frete, e da entrega click and collect, onde a pessoa faz a compra online mas retira o produto na loja ou em algum ponto de venda parceiro, 2022 chegou pedindo a entrega imediata. Ou seja, comprou, recebeu dentro de algumas horas. 

É claro que implementar esse formato não é algo simples e requer uma logística afiada. Mas, quem sabe se você começar a planejar agora, não consiga oferecer essa opção aos seus clientes ainda no próximo ano?

Você sabia que o Supermercado online, além de uma tendência, é também uma oportunidade de negócio? Leia mais aqui!